SEMUSA

Equipe técnica da Agencia Estadual de Vigilância em Saúde ( AGEVISA-RO) realiza capacitação de ACSs e ACEs.

Na manhã da última terça-feira (13) uma equipe técnica da Agencia Estadual de Vigilância em Saúde ( AGEVISA-RO), composta por Antônio Salviano de Matos – Médico Veterinário e Coordenador Estadual do Programa de Vigilância e Controle de Quirópteros e Esporotricose e Ana Nazaré Silva Nascimento Médica veterinária e Coordenadora Estadual do Programa de Vigilância e Controle de Epizootias (Raiva e FA de primatas não humanos), realizou uma capacitação com os enfermeiros da Atenção Básica, Agentes Comunitário de Saúde (ACSs) e Agentes de Controle de Endemias (ACEs), sobre o  controle da raiva e atendimento antirrábico humano.

De acordo com a nota técnica nº 08/2022-CGZV/DIDT/SVS/MS, houve atualização no protocolo de tratamento das pessoas agredida por animais tais como: cães, gatos, bovinos (boi e vacas), equinos (cavalos), porcos, ovelhas, cabrito, morcegos e também os animais silvestres como: raposas, macacos, pacas, porcos silvestres (do mato), onça entre outros. A Secretaria Municipal de Saúde orienta a pessoa que for agredida por esses animais a procurar atendimento na Estratégia Responsável pela Saúde da Família portando o cartão de vacinas, para que seja avaliado o ferimento, situação vacinal, e demais orientações, e caso necessário encaminhar a sala de vacinas, para atualização da vacina de antitetânica e ou para realizar a profilaxia, realizar a notificação do atendimento antirrábico humano.

No caso de agressão por cão ou gato, que for possível de observação, o mesmo deverá ser monitorado por um período de 10 dias, oferecendo agua e comida normalmente, se nesse período o animal vier apresentar comportamento diferente, morrer ou desaparecer comunicar o Agente Comunitário de Saúde Imediatamente para repassar a informação ao Setor de Vigilância Epidemiológica Municipal.

Sair da versão mobile